sexta-feira, 9 de abril de 2010

À noite

Ela dorme serenamente. Ele acordou. Não consegue adormecer. Ele olha-a.
Ela é um furacão, uma tempestade, uma catástofre na vida dele. No entanto aquela calma enquanto Ela dorme traz-lhe tranquilidade. Ele não gosta de desafios fáceis e Ela é definitivamente difícil. Ele conquistou um dos muitos desafios que ainda estão para vir, afinal Ela dorme serenamente ao seu lado.
Talvez ela não seja uma catástrofe. É um caminho, uma solução. É talvez a metade que lhe faltava.
Ela volta-se para Ele, aconchega-se procura-o com o braço, suspira. Encontra-o e adormece profundamente.
Sim, ele sabe que é o porto de abrigo daquele pequeno furacão, conseguem equilibrar-se.
Sim, Ele tem a certeza de que separados não existiriam e de que juntos são um só.

8 comentários:

[ R S ] disse...

toghter they will live forever

Anita disse...

Eu sou "Ele" e Ele é "Ela", sem tirar nem pôr...

Beijinho*

Hapi disse...

Ei é como se descrevesses a minha relação, lindo!

Tardes assim são realmente compensadoras :)

R disse...

Não sei o que fazes ou o que de tão especial terão os teus textos, mas não consigo para de os ler (:

Hapi disse...

Ofereci-te um selo no meu blog.
Beijinho

Joana Carvalho disse...

tao lindo *.*

Desidéria disse...

Perfeito. Traduziu exactamente tudo o que eu tinha na minha cabeça neste momento


Amei +.+

Joana Carvalho disse...

de nada, e obrigada :)