domingo, 24 de janeiro de 2010

Separação

Ao contrário do que Ele pensa, Ela não apagou todas as fotos, todas as recordações, todos os momentos. Ele pensa que a ela dói recordar. Ela pensa que Ele não a quer recordar. Deslumbraram-se mutuamente, amaram-se mutuamente, magoaram-se mutuamente.
Choraram ambos porque magoaram, porque foram magoados, porque sabem que as recordações lá estão, porque relembrar também faz chorar.
Comparam-se e comparam situações e pessoas e momentos.
Neste momento a casa onde foram felizes está vazia.
Seguiram caminhos separados. Tentaram recomeçar de novo.
Agora Ele está longe e Ela fecha a porta da casa vazia.

1 comentário:

Razzie disse...

gosto da maneira como escreves (na terceira pessoa do singular).
Prende-me á leitura e ao enredo do texto.
Quanto ao meu comentário do texto :
todos temos um espaço vazio por perda ou por mero acaso. No entanto há sempre um novo caminho, uma esperança de mudança. Basta agarrá-la e tentar ser feliz novamente!

Beijinho e obrigada pelo comentário.
(vou adicionar-te ao meu blog :p)