terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Ele e Ela

Ele e Ela são figuras que de repente se desvanecem, como se de amigos imaginários se tratasse...

Ele e Ela desaparecem por algum tempo, onde quer que estejam, mesmo que seja num mundo imaginário, estarão bem, estarão com as suas personalidades definidas a tentar vingar num mundo difícil. Afinal o mundo real é assim...

Ele e Ela, gosto de imaginá-los a passear de mãos dadas ao fim do dia, quando o sol se põe. Com a época que se aproxima, certamente andarão nas compras. Sei que ele lhe vai oferecer algo que ela precise, mas dispendioso. Sei que ela lhe vai oferecer algo feito por ela, com o seu coração. Ambos vão ficar contentes com o que vão receber, porque parte da cumplicidade uma compreensão inerente ao amor.

Imagino-os a descer a calçada, onde ao fundo ainda se vendem castanhas e na praça já existem as iluminações alusivas a esta altura...

Os dois se desvanecem no meio da multidão.

Ele e Ela.

2 comentários:

iza disse...

houve alguém que comentou este post, que me felicitou pelo blog..infelizmente ao aprovar esse comentário, não faço ideia do que se passou, nunca apareceu no blog!

de qualquer das formas, obrigada a ti por teres passado por aqui***

tem a palavra o povo disse...

Hugo de Macedo deixou um novo comentário na mensagem "O ínicio":

Um belo texto e um belo blog também, parabéns.
..................................
Nota: Iza, eu ajudo-te, também recebo os comentários que te fazem, ou só alguns, não percebo muito disto...
Beijo
joão